Home

Maravilha. Falar que foi uma viagem de negócios soa um pouco esquisito para mim mesma quando digo que fui a Bogotá para a V Conferencia de Voluntariado de America Latina, organizado pelo IAVE, representando a Fundação Itaú Social. Além do evento possibilitar que eu encontrasse pessoas ótimas falando de assuntos melhores ainda, a cidade é o máximo!

Como eu perdi um pouquinho o timing do post, então vou dar uma resumidinha na viagem, só pra não deixar de registrar por aqui.

26 de setembro de 2010

Minha principal companheira de viagem foi a Silvia Naccache, coordenadora do CVSP – Centro de Voluntariado de São Paulo (www.voluntariado.org.br) – excelente companheira, por sinal! Chegamos em Bogotá no sábado, 26 de setembro, e fomos direto ao nosso hostelzinho no centro, no bairro da Candelária. Um lugar bizarramente típico, coberto de rosas colombianas do teto ao chão, pelas escadas, prateleiras, móveis, sofás, vasos, lustres… Os quartos são levemente improvisados, com um banheiro fechado por cortinas, mas bem aconchegante. Recomendável para o retorno!

Hotel Chorro de Quevedo

O primeiro point foi o restaurante El Gato Gris, onde tomei um delicioooooso suco de Feijoa, que eu entendi que era uma fruta típica mas que depois não encontrei em mais nenhum lugar! Na entrada, um maravilhoso ceviche de camarões servido numa taça de martini com borda de páprica! Super original.

Restaurante El Gato Gris

De lá, e quase terminando a tarde, percorremos as ruas de pedra, coloridas, antigas (e totalmente supervisionadas por policiais) da Candelária até chegar ao funicular de Montserrate – onde, ao subir, comecei a finalmente sentir a tão famosa falta de oxigênio.

Funicular de Montserrate

Lá em cima, estão uma igreja e uma longa feirinha de artesanatos e recuerdos para levar pra casa, além de um pouquinho do famoso Canelasso – cachacinha com água de panela.

Topo de Montserrate

Canelasso em Montserrate

O frio em cima de Montserrate é um pouquinho mais acentuado, mas de qualquer maneira, a cidade inteira tem uma temperatura formidavelmente estável: por volta de 14 graus celsius. Apesar de estar na zona do trópico do Equador, estamos a mais de 2.600 metros de altitude, o que não permite que haja diferença entre estações no local.

Anoiteceu, encontramos nossas coleguinhas no hotel – Roberta Rossi, da Txai Consultoria, Renata e Andreia, da Apoena Sustentável, e Rachele Ferrari. De lá, fomos à Zona Rosa, região modernex, chiquex e prafrentex de Bogotá.

Las chicas y la rés.

Tem uma coisa famosa em Bogotá e, mais especificamente, em Chía, chamada Andrés Carne de Rés. Sucesso fatal. Coisa mais louca. Delícia. Fantástica. Não tem nada no Brasil igual. Veio do pueblo e se instalou na capital, e agora tem várias filiais. Boatos correm que alguns empresários em breve trazem para Sampa também… Duvido. Enfim, encontrando o Andrés D.C. (filial principal na capital) lotado, recorremos à Plaza de Andrés, uma espécie de praça de alimentação no shopping ao lado. Só que a “praça” inteira é cheia de atores percorrendo os visitantes cheios de dudas sobre o que escolher para comer, interferindo nos pedidos, anotando placas e distribuindo palavras esquisitas. As opções para comer, apesar de não serem as mais frescas ou cuidadosas, são muuuito variadas: vão desde carnes vermelhas, até peixes, frutos do mar, variedades infinitas de ceviches e sanduíches de linguiça. Além de bancas de saladas de frutas e outras cositas más.

Plaza de Andrés

 

27 de setembro de 2010

O dia seguinte foi pura exploração artística e cultural. Centro histórico, Museu do Botero, Centro Cultural do Gabriel García Marques, Museu do Ouro e muito cafezinho colombiano!

Museu do Botero

Centro Cultural Gabriel Garcia Marques

Centro histórico de Bogotá

Balsa de sacrifícios no Museo del Oro

Aliás, o restaurante do Museu do Ouro, por mais inacreditável que pareça, é bom e barato!

28 de setembro de 2010

Começou o congresso!

Pontifícia Universidad Javeriana

Á noite, conhecemos o Salto del Angel, com comidinhas maravilhosas!

Salto del Angel

Tender fruits drinks. Vulgas capirinhas.

 

28 de setembro de 2010

Delegação brasileira com Lluc Martí, IAVE Youth Catalunya

E agora sim! Andrés D.C.!!!!

Cardápio de manivela

Mojito na cumbuca

4 andares: inferno, terra, purgatório e céu

E os novatos sempre têm uma surpresinha...

 

29 de setembro de 2010

Último dia: manhã de congresso e tarde de Jardim Botânico!

Jardim Botânico

Margaridinhas

Raridades

Pra finalizar com chave de ouro, almoço na Pesqueria Jaramillo e café no Oma.

Pesqueria Jaramillo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s